Publicado por: Alfredo Ribeiro | 10 junho, 2016

Um Ode a morte

Um Ode a morte

 

O ápice da vida é a morte… Celebramos o nascimento de uma forma irresponsável e egoísta. A criança nasce e a partir desse ponto tem início sua jornada rumo a perda e destruição total, jornada esta que só é interrompida pela morte.

Deveríamos celebrar a morte e não o nascimento. O findar de dias e noites de expectativa do inatingível em um sistema falido que te vende felicidade onde ela definitivamente não existe.

Quer viver uma vida feliz? Se contente com o medíocre, com pequenos eventos sociais… com dias de trabalho com pessoas suportáveis (ou não). Dias e noites com pessoas suportáveis (ou não)… Um deleite em filhos que geramos sem nos darmos conta de que somos os únicos culpados por cada segundo de dor e sofrimento de suas vidas. Enfim… A vida é perda e uma interminável concatenação de eventos ruins e medianos. Todo meu respeito á morte… Um Ode a ela…

Alfredo Ribeiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: